Aplicativo ajuda encontrar animais desaparecidos

Além de ajudar a localizar animais perdidos, o Petworking também incentiva a adoção

Uma das coisas mais tristes e desesperadoras que pode acontecer com uma pessoa que tem um cão é perdê-lo. Na tentativa de resolver este problema, empresas e desenvolvedores de sistema criam aplicativos e soluções tecnológicas cujo objetivo é prover uma maneira de encontrar o animal perdido e trazê-lo ao seu tutor, são e salvo, o mais rápido possível. Criado em 2017 pela empresa DevMaker Mobile Apps, o Petworking é mais um destes amplicativos cuja a proposta é encontrar animais desaparecidos.

Nele os tutores tem a possibilidade de cadastrar seu pet. São registradas fotos e informações que possam identificar os animais como espécie, pelagem, raça, sexo e características comportamentais. Se um dia seu amigo se perder ou sumir, ele já estará cadastrado e a comunidade poderá encontrá-lo.

O mesmo pode ser feito se você encontrar algum pet sem responsável e sem identificação. Basta cadastrar o animal e classificá-lo como perdido. A ideia é que a comunidade ajude a encontrá-lo, afinal, quem tem um pet irá sensibilizar-se com a dor de uma pessoa que está sofrendo a angústia da ausência de seu animal de estimação.

Quando era criança, a preocupação dos proprietários (sim, eram chamados de donos de seus animais) que perdiam seus cães era ele ser capturado pela "carrocinha". Funcionários do CCZ - Centro de Controle de Zoonoses da Prefeitura de São Paulo percorriam as ruas armados com seus cambões, capturavam os cães soltos nas ruas e os mantinham em canis da própria Prefeitura. Passado um determinado período, e sem que ninguém se apresentasse como responsável, eles eram sacrificados. Reza a lenda que eram transformados em sabão. Histórias como estas levam mais pessoas a procurar soluções que possam ajudar na localização de animais perdidos.

Lembro quando os primeiros microchips surgiram, prometendo resolver este problema. Isso foi há mais de 25 anos. Outras iniciativas apareceram. Algumas prefeituras passaram a exigir o registro dos animais. Empresas criaram o RG Canino, um documento semelhante ao documento de identificação dos humanos. Nenhuma destas soluções emplacou de verdade.

O fato é que aplicativos como o Petworking só serão eficientes se a comunidade for grande o suficiente para que muitas pessoas sejam acionadas e motivadas a fazer algo para ajudar. Caso contrário  não vai funcionar.

Até o fechamento deste post o Petworking registrava 500 downloads na plataforma Android. vídeo do aplicativo no Youtube tem apenas 27 visualizações. Muito pouco quando comparamos o número de usuários do Facebook ou Instagram. Outro ponto negativo deste aplicativo é a falta de informações. No Google Play não tem muita coisa. O site do aplicativo (petworking.com.br) idem. Pesquisando na Internet encontrei poucas referências. 

Muitas pessoas que perdem seus pets recorrem ao Facebook, criam grupos e compartilham com seus seguidores. Conheço um amigo que encontrou seu cão em menos de 3 dias. Ele estava há mais de 3 km de distância e foi encontrado por usuário do Facebook. As pessoas criam grupos, compartilham nas redes sociais, nos grupos do Whatsapp, e rapidamente começam a aparecer fotos e posts de pessoas que teriam encontrado o animal.

Outra solução muito mais eficiente é usar a velha e boa plaquinha de identificação, com nome do cão e um telefone de contato. Simples e eficiente. A pessoa que encontrou pode não ser usuário do aplicativo, ou não estar nas redes sociais, mas mesmo assim pode, se quiser é claro, ligar para o número que está na coleira do cão. Existem ainda aqueles que encontram animais e decidem não procurar os responsáveis pelo animal. E neste caso nenhuma das soluções irá ajudar a trazer o animal de volta.

Petworking está disponível nas plataformas Android e IOS. O download é rápido e o cadastro das informações é simples. A interface é amigável. É um aplicativo muito fácil de usar.  Possui ainda uma funcionalidade que ajuda as pessoas a adotarem animais que não foram encontrados ou foram abandonados. Os interessados tem acesso às fotos e informações e podem manifestar o desejo de adotá-los.

É um aplicativo grátis, o que faz dele uma opção interessante, mas fica a dica: Mantenha sempre uma placa de identificação na coleira de seu cão, e não esqueça de manter o número do telefone atualizado.

Veja mais ...

Job Space - Creative Ideas 

Petworking no iTunes

Petworking no Google Play


Compartilhe este post

Posts relacionados